Buscando seu cartão...

Publicidade
Publicidade

O ano de 2024 chegou, e muitas pessoas começam a se preocupar com as primeiras contas do ano. Dentre essas várias, destacam-se alguns impostos, como o famoso IPVA. Algumas das principais preocupações que existem acerca do Imposto Sobre Propriedade de Veículos Automotores é o fato deste imposto ser estadual, ou seja, para cada estado haverá uma regra diferente.

Ainda que a conta do IPVA seja de uma mesma fórmula para todos os estados, as cotas, os descontos e os parcelamentos são todos definidos individualmente em cada estado. Por exemplo, os estados com as cotas mais caras do IPVA são os estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais, com 4% de cota. Mas ao mesmo tempo, estes são os estados que, para o pagamento à vista (cota única) costumam ter os menores descontos, de apenas 3%.

Existe uma dúvida que cerca o IPVA que é em relação aos métodos de pagamento. Existem várias formas de se pagar o imposto veicular: à vista ou com parcelamento, por boleto bancário, por cartão de crédito e débito, por PIX ou até mesmo através de aplicativos como o Gringo. Neste artigo, saiba como pagar o IPVA usando o seu cartão de crédito e como calcular seu IPVA.

Publicidade
Publicidade

Como calcular o IPVA?

O cálculo do Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores tem duas variantes que vão alterar o resultado do valor final. A primeira variante é o “valor venal” do veículo, isto é, uma média de valor de mercado que é definido pela Tabela Fipe, que atualiza o valor dos veículos conforme modelo, ano de fabricação e, para o caso de carros seminovos e usados, também considera casos de variações leves, médias e graves.

A segunda principal variante é a alíquota definida pelo estado onde o veículo foi fabricado e adquirido. Como já foi citado antes, o IPVA é um imposto estadual, então cada estado define uma alíquota diferente. Confira quais são as alíquotas de cada estado do Brasil para carros de passeio, utilitários e caminhonetes e motocicletas:

Estado

Carro de passeio

Utilitários e caminhonetes

Motocicletas 

Acre

2%

1%

1%

Alagoas

3%

3%

3%

Amapá

3%

3%

2%

Amazonas

3%

3%

2%

Bahia

3%

3%

3%

Ceará

3%

3%

2%

Distrito Federal 

4%

1%

2%

Espírito Santo

2%

2%

1%

Goiás

4%

3%

3%

Maranhão

3%

3%

1%

Mato Grosso

3%

3%

1%

Mato Grosso do Sul

4%

4%

2%

Minas Gerais

4%

3%

2%

Pará

3%

3%

1%

Paraíba

3%

3%

3%

Paraná

4%

4%

4%

Pernambuco

3%

3%

3%

Piauí

3%

3%

2%

Rio de Janeiro

4%

3%

2%

Rio Grande do Norte

3%

3%

2%

Rio Grande do Sul

3%

3%

2%

Rondônia

3%

3%

2%

Roraima

3%

2%

2%

Santa Catarina

2%

2%

1%

São Paulo 

4%

2%

2%

Sergipe

3%

3%

3%

Tocantins

2%

3%

2%

Publicidade
Publicidade

O valor do IPVA de cada veículo, então, é calculado na porcentagem de alíquota em cima do valor venal do veículo. Por exemplo, um carro de passeio que esteja no valor de R$25.000,00 e seu IPVA é cobrado no estado de Minas Gerais. Neste estado, a alíquota para esse tipo de veículo é de 4%, portanto, o valor do IPVA desse carro é de R$1.000,00.

Como pagar o IPVA com cartão de crédito?

Primeiramente, é necessário possuir uma conta em uma carteira digital que permita o pagamento de boletos para quitar o IPVA com cartão de crédito. O passo inicial consiste em cadastrar-se na plataforma e vincular o cartão de crédito desejado para efetuar o pagamento.

Vale ressaltar que a criação do cadastro na carteira digital não acarreta custos. As taxas aplicáveis ao pagamento do IPVA serão acrescentadas ao valor total, sendo as únicas despesas associadas a essa transação.

Outra alternativa viável é realizar o pagamento do IPVA com cartão de crédito diretamente pelo banco emissor do cartão específico, caso você o possua.

Para efetuar o pagamento, siga estas etapas:

  1. Acesse o site do Detran da sua cidade, onde o veículo foi licenciado;
  2. Baixe o boleto para pagamento;
  3. Abra o aplicativo da plataforma de pagamento escolhida e faça a leitura do código de barras;
  4. Selecione a opção ‘Pagar com cartão de crédito’;
  5. Confirme os valores e conclua o pagamento.

Vale lembrar, ainda, que a depender da carteira digital, será ainda possível parcelar o boleto, como é, por exemplo, o caso do PicPay ou VirtusPay.

Existem aplicativos que poderão agilizar também o trabalho de pagar seu IPVA, como é o caso do Gringo, o Zapay e até mesmo a Veloe, que além de tudo também oferece tags veiculares.

Tem como pagar o IPVA via PIX?

Para o pagamento do IPVA de 2024, já está sendo possível para os motoristas do Brasil pagar seu IPVA usando o PIX. Hoje em dia, praticamente todos os boletos possuem um QR Code, o qual é possível escanear através dos apps bancários ou de carteiras digitais quando selecionar a opção de pagamento do PIX via QR Code.

Mas atenção. Primeiramente, quando for realizar um pagamento PIX, verifique qual o limite do valor possível de transferir no PIX de sua carteira digital ou banco. Muitas contas bancárias digitais podem, por exemplo, ter um limite máximo diário de transferência via PIX de até R$1.000,00. Cheque qual o seu limite e, se perceber que seu IPVA ultrapassará o limite, desabilite o limite somente para o pagamento deste imposto, habilitando novamente quando concluir o pagamento. O limite de PIX é um mecanismo de proteção ao saldo do cliente.

A segunda coisa a verificar são as informações do destinatário do PIX. Certifique-se que o nome e o CNPJ para quem o pagamento será fornecido sejam o da Secretaria da Fazenda de seu estado para que não haja erros que poderão lhe prejudicar, tanto porque seu saldo poderá ir para algum golpista que de alguma forma teve acesso ao QR code ou aos seus dados bancários como porque isso poderá atrasar o pagamento. Os QR Codes para pagamento via PIX normalmente têm um limite de tempo para serem pagos e, então, um novo deverá ser gerado.

Para ter mais dicas de como usar seu cartão de crédito é muito simples. Acesse nossa página e leia todos os conteúdos que preparamos para você, basta acessar aqui.